Você sabe o que influencia o preço do seguro auto?

0
61

Ao adquirir um automóvel, é comum buscar formas de se proteger contra roubo, furto e até mesmo uma colisão.

É importante minimizar os riscos e prejuízos que estamos expostos no dia-a-dia. Para isso, a contratação de um seguro é a melhor alternativa.

Na hora de fazer as cotações, muitas pessoas se perguntam o que influencia no preço do seguro, afinal, as seguradoras exigem diversas informações para apresentar um orçamento, certo?

Se você quer entender melhor como esse cálculo é feito, continue a leitura deste post e conheça os fatores que são considerados para definir o valor do seguro. Confira!

Perfil do condutor

perfil do condutor é um dos pontos fundamentais na hora de calcular o preço do seguro. Para isso, são considerados diversos fatores, como idade, estado civil, tempo de habilitação e sexo.

Essas características são analisadas para definir os riscos de sinistros.

Por exemplo, quanto mais jovem o condutor e menor o tempo de habilitação, maiores as chances de acontecer um acidente, tendo em vista a menor experiência. Dessa forma, os seguros costumam ter um valor um pouco mais elevado.

Outro ponto considerado é o histórico de ocorrências, consultando a base de dados existente sobre os condutores para verificar a incidência de sinistros. Um histórico extenso aponta uma probabilidade maior de ocorrências, aumentando o preço do seguro.

As seguradoras sabem também se o CEP de pernoite do veículo é de baixo, médio ou elevado risco de roubo ou furto. Esta informação é obtida pelas seguradores junto a Secretaria de Segurança Publica e tem um peso importante na formatação do preço.

Forma de utilização

A forma como o veículo é utilizado influencia diretamente no preço do seguro. Se for utilizado para lazer ou para locomoção diária os riscos são menores. Agora, se usado para atividade profissional, ficará exposto a mais situações de risco do que os automóveis utilizados somente para passeio.

Os cuidados que o proprietário tem com o veículo também são importantes.

Um exemplo é o local em que o automóvel fica estacionado à noite: se for um lugar fechado (garagem), a probabilidade de sofrer algum sinistro é menor se comparado aos que ficam na rua.

Por isso, este é um outro fator que pode afetar o preço do seguro.

Além disso, veículos com rastreadores, alarmes e outros dispositivos de segurança também podem reduzir o valor, tendo em vista que diminuem os riscos e aumentam as chances de recuperação do automóvel em caso de roubo e furto.

Região de circulação

A região em que o veículo vai circular também é considerada, inclusive a localização da residência ou da empresa onde passará a maior parte do tempo. Com base nessas informações a seguradora analisa diversos fatores.

Por exemplo, em localizações com maiores índices de acidentes, ou se as ocorrências de roubos e furtos na região forem altas, isso vai refletir negativamente no valor pago pelo segurado.

Situação do veículo

As seguradoras avaliam, ainda, a situação e as características do veículo: modelo, ano de fabricação, valor, estado de conservação, nacional ou importado.

Carros mais antigos, apesar de serem mais baratos, costumam ter mais problemas em relação à reposição de peças e manutenção.

Algumas marcas e modelos de veículos são mais visadas por bandidos, elevando o preço do seguro.

As seguradoras atribuem uma taxa de risco específico de acordo com o modelo do automóvel, considerando o índice de roubo e segurança com base nas experiências com seus clientes.

Coberturas e franquias

As coberturas indicam as situações e ocorrências em que o seguro pagará a indenização contratada pelo proprietário e pode incluir roubos e furtos, incêndio, perda total, danos contra terceiros e outros serviços adicionais.

Quanto mais proteções estiverem incluídas, maior será o custo da contratação.

Já a franquia é o valor pago pelo segurado na ocorrência de um sinistro para que a seguradora arque com a indenização devida.

Dessa forma, franquias mais altas permitem a redução do preço do seguro, já que a participação do contratante diante de uma ocorrência será maior.

Sabendo o que influencia no preço do seguro, na hora de fazer a contratação é importante repassar todas as informações solicitadas corretamente.

Se a seguradora localizar inconsistências nos dados, você poderá perder a cobertura contratada ou ter que pagar as diferenças dos valores.

O ideal é sempre contar com o apoio de uma corretora de seguros de confiança para identificar as suas necessidades e fazer cotações para encontrar o seguro com o melhor custo-benefício para o seu automóvel.

ÁREA DE DOWNLOAD


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here